Polícia tenta localizar motorista suspeito de arrastar vendedora de balões que negou desconto  

Mulher foi arrastada por cerca de 100 metros e se diz traumatizada. Carro do suspeito foi localizado

A polícia de Taguatinga, no Distrito Federal, ainda tenta localizar o suspeito de arrastar uma senhora de 63 anos por cerca de 100 metros após ela se negar a dar desconto no preço de balões. Caso aconteceu no último domingo e ganhou repercussão nas redes sociais. Uma reportagem do jornal Metrópole indica que o carro, uma Mercedes-benz Cla 45 AMG automática pertence a um empresário.

Ainda segundo o site o suspeito tem residência fixa em Taguatinga. A reportagem foi até a casa do homem na manhã desta segunda em um condomínio de Taguatinga Sul, e confirmou que o carro pertence a ele. Apesar disso não se pode afirmar ainda que era o homem quem estava ao volante na hora em que a vítima foi arrastada.

A vítima do crime, dona Marina contou que trabalha com a venda de balões há quatro anos e diz que nunca imaginou que passaria pela situação. “O que eu senti foi desespero. Foi uma cena horrível. Eu não desejo que nenhuma pessoa passe por isso, nunca. Desde ontem (domingo), quando acordei, toda hora que eu lembro, começo a chorar”, contou ao site.

Dona Marina se diz abalada e conta que não irá conseguir voltar às atividades nesta semana. “Fica o trauma e não sei se ainda quero continuar vendendo balões. Desmarquei todos os meus compromissos. Naquele momento, vi a morte. Não fiquei desacordada. Lembro exatamente de como tudo aconteceu”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.