Quatro mortes ocorreram na capital e duas em Aparecida de Goiânia

Nesse domingo (17/8) a Polícia Civil registrou quatro homicídios em Goiânia, sendo, um dos casos, um duplo-homicídio, ocorrido por volta das 21h no Setor Estrela Dalva que vitimou Halan Dionas da Luz, de 25 anos, e Marcos Vinícius da Luz Santana, de 29. Segundo informações da Polícia Militar, eles estavam num gol modelo antigo quando foram atingidos por diversos tiros. Marcos Vinícius foi encontrado sem vida dentro do veículo e Halan, que é reeducando do sistema prisional, estava caído do lado de fora do carro com tiros na perna, tórax e nádegas. O carro estava batido em uma árvore. Os autores do crime, segundo populares, fugiram do local.

[relacionadas artigos=”8799,6894,7275,12659″]

No Jardim Presidente, Jonata Farias Moreira, de 29 anos, foi vítima de disparos de metralhadora. Ele foi abordado por quatro indivíduos, sendo que dois estavam em um gol de cor branca e outros dois em uma moto preta. Segundo o boletim de ocorrência da PM, ele estava com inúmeras marcas de tiros espalhadas pelo corpo. Os autores e a motivação são desconhecidos.

Na Vila Santa Helena, por volta das 20h50, Janderson Marques Ferreira, de 18 anos, foi morto com tiros na cabeça quando estava em casa. Segundo foi informado por terceiros à polícia, o rapaz foi até o portão ao ser chamado pelo seu nome e ao se identificar foi assassinado. O autor fugiu e a motivação é desconhecida.

Também foram registrados dois homicídios em Aparecida de Goiânia. Um deles vitimou uma mulher que estava em uma distribuidora de bebidas no Setor Parque Real e foi alvejada com quatro tiros por dois homens que estavam de moto. Eles fugiram sem ser identificados.

Segundo a Polícia Militar, não havia informações no sistema quanto possíveis passagens das vítimas. Os casos estão sob apuração da Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH).

Número de mortes e medidas de contenção dos índices

Dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) apontam que o mês junho foi o mais violento no Estado, com 233 homicídios. Em julho este número caiu para 202.

No dia 11 de julho o Comando de Policiamento da Capital (CPC) lançou uma operação para coibir ações criminosas em Goiânia. A ação, intitulada “Noite Mais Segura”, foi definida após reunião com todos os comandantes das unidades da PM da capital e visa a intensificação do policiamento no período noturno.

A operação vai reforçar a segurança em bairros com maior incidência de mortes. Para isso, devem ser empregados policiais de todas as unidades da PM na Capital, principalmente as especializadas, como Rotam, Choque, Graer, Giro, Cavalaria e Batalhão de Trânsito.

Também na tentativa de reduzir a violência na capital e região metropolitana, o governador Marconi Perillo assinou, no dia 8 do mês passado, um decreto que implantou o Grupo de Trabalho da Segurança Pública e o apoio às ações de controle e redução de criminalidade.