Polícia registra onze homicídios em menos de 24h na Grande Goiânia, duas mortes em confronto com a PM

Crimes serão investigados pela Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH). Alguns casos podem ter ligação com tráfico e consumo de drogas

Entre a noite de sexta-feira (19/9) e a madrugada deste sábado (20) a Polícia Civil registrou onze homicídios na Região Metropolitana.  Apenas em Goiânia, sete pessoas foram mortas. No munícipio de Aparecida de Goiânia, foram registrados quatro assassinatos.

No Setor Cândida de Morais, dois assaltantes morreram após intensa troca de tiros com a Polícia Militat (PM). Os homens, ainda não identificados, estavam em uma moto roubada na última quinta-feira (18). De acordo com informações da própria PM, a dupla também é suspeita de realizar, apenas nessa sexta-feira, cinco assaltos a postos de combustíveis e a uma drogaria da região.

No final da noite também dessa sexta-feira um homem foi morto com um golpe de faca durante uma briga no Setor Jardim Cerrado 4. Lourisvaldo Lima Bonfim, de 40 anos, havia desentendido com um colega de trabalho. Na briga, Domingos Alves Ribeiro esfaqueou a vítima, que não resistiu ao ferimento e acabou morrendo.

Na madrugada desta sábado, dois jovens foram mortos no Setor Vila Ana Maria. Segundo a Polícia Civil, Marcelo Lopes da Silva e Wanderson de Freitas Militão, ambos com 25 anos, tinham envolvimento com o tráfico de drogas.

Os outros homicídios registrados na capital ocorreram na Setor Amim Camargo e Morada do Sol. Todos os crimes serão investigados pela Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH).

Em Aparecida de Goiânia a polícia registrou um assassinato no Setor Garavelo, um no Setor Independência Mansões e um duplo homicídio no Jardim Helvécio. Ainda de acordo com a Polícia Civil, todas as vítimas são do sexo masculino.

 

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Jose

E ainda dizem que em Goiás está tudo bem. Parece que quanto pior o Governador, mais a população gosta do Governante. Marconi reeleito em Goiás, Collor Senador em Alagoas. Dilma Presidente(a). Enquanto isso, os problemas vão se avolumando: péssima qualidade de vida no entorno (falta transporte, segurança e hospitais), corrupção a solta no Brasil, economia brasileira em frangalhos. Depois não adianta reclamar dos políticos. Deem chances a quem nunca governou para ver se o País melhora.