Polícia prende suspeito de matar jovem estrangulada em Aparecida de Goiânia

Núbia Ribeiro Lemes foi vítima do próprio namorado, Ranulfo Pereira, que teve ajuda do irmão para ocultar o corpo e tentar acusar outro homem do crime

A Polícia Civil prendeu, na última segunda-feira (2/10), o pedreiro Ranulfo Pereira, de 29 anos, suspeito da morte de sua namorada, Núbia Ribeiro Lemes Rosa, de 19 anos. Ela foi encontrada já sem vida em Aparecida de Goiânia no último dia 29, na Serra das Areias. Núbia foi morta por estrangulamento na casa dele e, depois, carbonizada.

As investigações revelaram que Ranulfo teve ajuda do irmão dele, Marcos Maciel, de 37 anos, para esconder o corpo depois do crime. Eles o levaram para o local, tiraram gasolina da própria moto e atearam fogo na vítima. Marcos o deixou, então, na rodoviária para que ele pudesse fugir para o Tocantins.

Em seguida, ele ligou para a polícia dizendo que Núbia e Ranulfo haviam sido sequestrados e culpou um ex-namorado da jovem. Mas como identificou contradições no depoimento dele, a polícia desconfiou e, posteriormente, descobriu que Ranulfo estava, na verdade, em Talismã (TO). Segundo as investigações, o pedreiro tinha ciúmes de um relacionamento que ela teve em um período em que estiveram separados.

Ranulfo será indiciado por feminicídio e ocultação de cadáver e seu irmão, por ocultação de cadáver e falsa ocorrência de crime.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.