Polícia prende integrantes de organização criminosa comandada por presidiário

Associação criminosa é responsável pela prática de crimes como: tráfico de drogas, roubo e receptação de veículos, adulteração de placas e até homicídios. Mandados foram cumpridos em Goiânia e Aparecida

Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA), deflagrou na manhã desta quarta-feira,18, a “Operação Derrocada”. O objetivo é desmantelar uma associação criminosa responsável pela prática de diversos crimes, dentre eles: tráfico de drogas, roubo e receptação de veículos, adulteração de placas e até homicídios.

Ao todo, cerca de 70 policiais civis participam da operação. Foram cumpridos, até o momento, onze mandados de prisão e onze busca e apreensão. Outras três pessoas não foram localizadas e se encontram foragidas.

A operação, denominada “Derrocada”, é fruto de uma investigação que durou seis meses. De acordo com a Polícia Civil, os elementos de prova indicam que Roniflay Pereira Alves, conhecido por “Pato”, “Pé de Pato” ou “Patolino” — atualmente recluso na Penitenciária Odenir Guimarães — era o líder do grupo.

Roniflay, de acordo com as autoridades, mesmo preso, cooptava e determinava que seus comparsas praticassem os crimes. Também foram presos a esposa e o pai de  Roniflay, os quais o auxiliavam na guarda, venda e na contabilidade do tráfico de drogas.

O cumprimento dos mandados contou com o apoio da Diretoria Geral de Administração Penitenciária  (DGAP), por meio do GOPE. Participaram, ainda, policiais civis da DEIC, DENARC, DECON, DERCR e do Grupo Tático da Polícia Civil – GT3.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.