Polícia prende hacker suspeito de vazar dados de 223 milhões de brasileiros

Homem, conhecido como Vandathegod, foi preso em Uberlândia, Minas Gerais. As autoridades também apuram a participação de um outro hacker e para isso cumpre um total de cinco mandados em diferentes cidades

A Polícia Federal (PF) prendeu, na manhã desta sexta-feira, 19, em Uberlândia, em Minas Gerais, um homem suspeito de maquiar e encabeçar o maior vazamento de dados do Brasil. Conhecido como Vandathegod, Marcos Roberto Correia da Silva pode ter sido responsável pela divulgação das informações de 223 milhões de brasileiros, incluindo o de falecidos

As autoridades também apuram a participação de um outro hacker na divulgação dos dados sigilosos. Para isso, foram compridos quatro mandados de busca e apreensão na cidade de Petrolina (PE) e também um mandado de busca e apreensão e outro de prisão preventiva, ambos na cidade de Uberlândia (MG).

Os policiais suspeitam que autoridades públicas estejam também entre os alvos dos criminosos. Tudo começou quando, no início do ano, diversos dados pessoais foram disponibilizados em fóruns na internet. Na página, especializada em troca de informações, foram disponibilizados dados de pessoas físicas e jurídicas. Dentre eles: CPF, CNPJ, nome completo e endereço.

No entanto, esta teria sido apenas uma prévia. De acordo com as autoridades, os criminosos anunciavam a venda de dados mais completos e comercializavam as informações através de pagamentos via criptomoedas.

Marcos Roberto Correia da Silva, já teria sido alvo de mandados de busca e apreensão no passado. Ele foi investigado pela operação Exploit que prendeu em novembro de 2019 o hacker suspeito de invadir sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Investigado como suspeito de ter vazado informações de servidores e os ministros do Tribunal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.