Polícia investiga esquema de compra de votos em Firminópolis

Homem guardava caderno com relação de eleitores que venderiam votos. Promessa era de R$200 para cada

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Firminópolis, cumpriu nesta quinta-feira, 5, mandado de busca e apreensão em investigação de crime eleitoral de compra de votos. Foi apreendido com o investigado um caderno de anotações com uma lista de eleitores que receberiam dinheiro em troca de votos em determinados candidatos. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados.

O delegado Tiago Junqueira afirmou que o investigado fazia promessas em um vídeo, que circulou nas redes sociais, oferecendo pagar R$ 200 por cada voto que conseguisse para um candidato a vereador e para um outro candidato a prefeito.

O investigado exigia o título, o nome e o contato da pessoa que estaria vendendo o voto. Conforme a promessa, primeiro seria pago R$100 e, se os candidatos fossem eleitos, os eleitores receberiam outra parcela de R$100. Ele ainda afirmou que teria sido liberado R$20 mil para a compra de votos.

“Eu estou precisando de 100 votos, mas o seguinte, só vou pagar no dia 15, no dia da política, cedo. Se os dois ganharem, eu vou dar mais R$ 100 para cada um. O dinheiro que eles liberaram para mim foi só R$ 20 mil. Para eu arrumar os votos, eu tenho que apresentar os títulos desses votos”, afirmou o homem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.