Polícia investiga de qual unidade foram desviados 20 frascos de vacinas que estavam sendo vendidas

Segundo suspeito foi preso hoje em Goiânia; quantidade de vacinas apreendida poderia vacinar 100 pessoas com primeira e segunda doses

Doses da vacina Coronavac apreendidas na última quarta-feira, 8. | Foto: Prefeitura de Senador Canedo

Na manhã desta quinta-feira, o governador Ronaldo Caiado (DEM), anunciou, nesta quinta-feira, 8, abertura de investigação para descobrir de qual das unidades federativas foram desviadas as vacinas apreendidas na última quarta-feira, 7, com suspeitos que tentavam vendê-las pela internet. Nesta quinta, novo suspeito por envolvimento na venda ilegal de doses da Coronavac foi encontrado e preso, na Avenida T-9, em Goiânia.

Caiado explicou que o lote dos imunizantes encontrados com o homem, é referente ao de 66 mil doses do imunizante que foram entregues tanto no estado de Goiás, como no Distrito Federal.  Segundo o governador, o secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP-GO), Rodney Miranda, conseguiu acesso aos celulares dos dois presos e as transferências feitas por PIX para que seja possível chegar aos responsáveis pelo desvio das vacinas.

“Não bastasse a Covid, ainda tem pessoas que acham que podem driblar a lei e se beneficiar de crimes como esses. Ainda estamos levantando de qual unidade o imunizante foi desviado, mas os responsáveis devem ser punidos com penas mais duras do que de outros crimes”, declara Caiado.

Entenda o caso

A prisão do primeiro homem, de 28 anos ser, ocorreu na última quarta-feira, 7, no Jardim das Oliveiras, depois de Guarda Civil Municipal de Senador Canedo receber denúncia anônima no telefone 153. A ligação recebida pela central de denúncias da GCM descreveu a atividade do suspeito que oferecia o imunizante por meio de uma rede social. A ligação recebida pela central de denúncias da GCM descreveu a atividade do suspeito que oferecia o imunizante por meio de uma rede social. Após a denúncia, ação conjunta entre a GCM e a Polícia Militar foi montada para a checagem das informações.

“Nós conseguimos identificar o indivíduo que possivelmente estaria com as ampolas e fomos para o local, lá nas proximidades do Jardim das Oliveiras, Senador Canedo. De posse das características e da possível qualificação, identificamos ele em frente ao supermercado. No seu bolso conseguimos encontrar 3 ampolas em um recipiente de plástico com gelo”, destacou o Tenente Breno Alves. Agentes informaram que o detido tentava vendê-las por R$ 450 cada.

Durante a abordagem, o suspeito disse aos policiais que havia outras doses em sua residência. No local indicado, a GCM e a Polícia Militar encontram mais 17 ampolas do imunizante acomodados em uma geladeira. Cada uma das ampolas possui 10 doses de vacina e, juntas, poderiam imunizar até 200 pessoas com a primeira dose ou 100 pessoas com as duas doses necessárias para concluir o clico de imunização.

O homem já possui passagem na polícia por roubo e foi encaminhado à delegacia de Senador Canedo, onde foi autuado por receptação. O caso agora será acompanhado pela Policia Civil, que vai realizar a investigação sobre a origem das doses. As doses apreendidas serão encaminhadas à Vigilância Sanitária.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.