Polícia flagra fazendeiro que roubava água e energia elétrica de escola pública em Goiás

Colégio da rede estadual de Educação fica dentro da propriedade, na zona rural do município de Amaralina, Norte de Goiás

Foto: Divulgação PC-GO

A equipe da Delegacia Distrital de Polícia de Mara Rosa flagraram, durante diligência, um fazendeiro que furtava água potável e energia elétrica de uma colégio da rede pública estadual de ensino na zona rural do município de Amaralina, no Norte de Goiás.

Após denúncia anônima, os agentes constataram a existência de instalações clandestinas na rede de energia elétrica do Colégio Estadual Josino Silva, localizado na sede da Fazenda Cristo Rei, interligando a escola à sede da fazenda. A diligência foi realizada na última sexta-feira (8/12) e as informações divulgadas na manhã desta segunda-feira (11/12) pela Polícia Civil.

Além da propriedade, havia outras quatro residências no local que também estavam interligadas, de forma ilegal, à rede de energia elétrica do estabelecimento de ensino.  No local, os agentes também verificaram o desvio de água, que interligava o poço artesiano do Colégio Estadual Josino Silva à sede da propriedade rural.

O procedimento foi acompanhado por um perito do Núcleo de Polícia Técnico-científica (NPTC) de Uruaçu e por um funcionário da Prefeitura de Amaralina especializado na área. Todas as conexões ilegais foram desfeitas. Quatro testemunhas foram ouvidas no Centro Administrativo de Bonópolis, nas dependências da Polícia Civil local. Segundo informações da polícia, o proprietário da Fazenda Cristo Rei não foi encontrado.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.