PF deflagra operação contra grupo acusado de compra de votos em Serranópolis

Suspeitos trocavam apoio político por cestas básicas, combustível e por pagamento de contas de água e energia dos eleitores

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta segunda-feira (24/10), uma operação para apurar compra de votos nas eleições municipais de Serranópolis, no sudoeste goiano. Segundo as investigações, os acusados cobravam votos em troca de cestas básicas, combustível e até mesmo por pagamento de contas de água e energia dos eleitores.

Além o crime de compra de votos, os envolvidos também são acusados de falsidade ideológica eleitoral, porque a PF descobriu que o grupo usava Cadastros de Pessoa Física (CPFs) falsos em prestações de contas de campanha.

No total, a PF cumpre 11 ordens judiciais, sendo 2 mandados de prisão preventiva e 9 mandados de condução coercitiva. A operação foi batizada de Pão e Circo em alusão à política romana em que os imperadores garantiam seu controle do povo pela distribuição de pão enquanto o divertia com as lutas de gladiadores no Coliseu.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.