Polícia fecha fábrica de marcas de roupas falsificadas

Suspeito fabricava há pelo menos um mês brasões e insígnias que imitavam as marcas de roupas famosas

Polícia científica esteve no local para produção de laudo | Foto: Eduardo Pinheiro / Jornal Opção

Um homem foi preso na tarde desta quinta-feira, 9, suspeito de falsificação de aviamento para roupas de marca. Ele produzia o material em um galpão alugado na Avenida Rezende, no Bairro São Francisco, em Goiânia.

A prisão aconteceu após investigação conjunta do 15° Distrito Policial com a Delegacia do Consumidor (Decon), que constatou que o suspeito tinha uma fábrica para falsificação de brasões e insígnias de marcas de roupas famosas.

O suspeito atuava no local há pelo menos 30 dias. Ele utilizava 10 máquinas, com as formas, para prensagem e fabricação dos brasões e insígnias que emulavam as marcas famosas. Além do maquinário, a polícia apreendeu documentos com anotações indicativas da quantidade e marcas a serem copiadas.

A fábrica contava com três funcionários, que não estavam no local no momento da prisão. Eles devem ser ouvidos pela polícia.

De acordo com o delegado titular da Decon, Gylson Ferreira, o suspeito venderia o material, sob encomenda, para falsificação de roupas. Ele, no entanto, alegou à polícia que não tinha clientes e que apenas estava “testando” a fabricação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.