Polícia Civil prende suspeitos de realizarem arrastão em escola de Abadia de Goiás

Secretaria de Segurança Pública também apresenta suspeitos de roubos em uma escola, um posto de saúde e um veículo em Aparecida de Goiânia

Crime em Abadia de Goiás ocorreu no último dia 28 de março | Foto: Reprodução

A Polícia Civil de Guapó, junto à Delegacia Estadual de Investigação Criminal (Deic), prendeu, na última sexta-feira (7/4), dois dos envolvidos no arrastão ocorrido no Colégio Estadual Manoel Libânio da Silva, em Abadia de Goiás, na Região Metropolitana de Goiânia. Nesta segunda-feira (10), deve ocorrer a apresentação dos suspeitos e da elucidação do caso.

O arrastão ocorreu na noite do dia 28 de março, enquanto alunos do colégio faziam prova. A ação dos bandidos foi registrada por câmeras de segurança da unidade de ensino. No vídeo, é possível ver um assaltante revistando os estudantes e levando joias, celulares e outros objetos de valor. Outro ladrão entra na sala e manda todos abaixarem as cabeças.

Também serão apresentadas as circunstâncias que levaram à prisão de Lucas Henrique Silva e Alexandre Sousa de Oliveira, suspeitos de roubos em Aparecida de Goiânia. Os dois teriam realizado outro arrastão, dessa vez no Colégio Estadual Nova Cidade, no dia 31 de março. O crime durou cerca de 10 minutos.

A ação foi similar à realizada em Abadia de Goiás: os assaltantes pularam o muro da escola, entraram em uma sala, ameaçaram as vítimas e levaram pertences de estudantes e do professor. Os dois também teriam participado do roubo de um veículo Voyage prata no setor Buriti Sereno, também em Aparecida e de um posto de saúde no Setor Campos Elíseos.

Para coibir a violência nas escolas em todo o Estado, o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), Ricardo Balestreri, lançou o programa “Escolas da Paz”, com o objetivo de criar núcleos de segurança integrados por professores, pais, vigilantes, policiais civis e militares e guardas municipais..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.