Polícia Civil prende dois suspeitos por estelionato contra empresários em Inhumas

Homens eram integrantes de suposta ONG, que aproveitavam de sua condição para praticar crimes

Materiais apreendidos com os suspeitos | Foto: Divulgação/ Polícia Civil

A Polícia Civil (PC) prendeu nesta quarta-feira, 23, dois suspeitos de se passarem por agentes de segurança pública para cometer estelionato contra empresários. O crime ocorria em Inhumas e a situação foi denunciada por um dos empresários.

A vítima havia relatado ao delegado Miguel Mota que um dos suspeitos havia estado em sua obra e alegado ser policial e fiscal ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama). Após afirmar que o empreendimento apresentava irregularidades e que ele receberia uma multa alta, o suspeito exigiu uma quantia em espécie no valor de R$4 mil para que regularizasse a suposta licença ambiental.

“Nós suspeitamos e confirmamos posteriormente, que esse indivíduo não integrava nenhuma força de segurança pública e estava tentando praticar um estelionato contra esse empresário”, falou o delegado.

O homem, de acordo com investigações da PC, faz parte de uma Organização Não Governamental (ONG) ambiental e se valia da posição para praticar os crimes. “E esse indivíduo não agia sozinho, ele integrava uma associação criminosa”, acrescentou Mota.

O homem foi preso em flagrante ao retornar à obra para recolher o dinheiro. O homem apontado como chefe da organização criminosa foi preso em sua casa. Foram apreendidas as carteiras de identificação da ONG, dinheiro em espécie, documentos e uma farda semelhante à militar. Outros integrantes identificados também serão indiciados ao fim das instigações.

O delegado ainda ressaltou que outras vítimas desse grupo devem procurar a polícia para que sejam tomadas as devidas providências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.