Polícia Civil desarticula esquema de falsificação de cervejas em Goiânia

Foram apreendidas com suspeito mais de 50 caixas de cerveja, além de rótulos, tampas, munições de diferentes calibres e cédulas de dinheiro aparentemente falsas

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), desarticulou nesta quarta-feira (07/12), em Goiânia, um esquema de falsificação de bebidas. Na operação, Fernando Cabral Botelho foi preso. Ele é suspeito de trocar rótulos de cervejas mais baratas por outros de bebidas mais caras e revendê-las.

Com ele, foram apreendidas mais de 50 caixas de cerveja, além de rótulos, tampas, munições de diferentes calibres e R$ 380 em cédulas aparentemente falsas. De acordo com as investigações, o homem fazia todo o trabalho de adulteração sozinho. Conforme apurado pela polícia, após trocar os rótulos e tampas, Fernando utilizava um carimbo para alterar a data de validade das bebias.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Rodrigo Godinho, o suspeito teria começado o esquema há seis meses, no Setor Vila São José, após o fechamento de sua distribuidora de bebidas. “As bebidas eram vendidas para clientes antigos. Agora, vamos investigar informações que constam no telefone celular e na agenda que apreendemos”, explicou o delegado.

Fernando confessou que vendia entre 12 e 15 caixas de bebidas por semana. No entanto, as investigações apontam que os dados não batem com os valores encontrados na agenda do suspeito. A polícia acredita que, apesar de fazer as falsificações sozinho, outras pessoas podem estar envolvidas no esquema de comercialização das bebidas.

A polícia chegou ao suspeito após uma denúncia anônima. Policiais da Decon foram até o local e investigaram o lixo da residência que o homem morava. Foram encontradas quantidades exageradas de rótulos de uma marca de cerveja mais baratas, além de centenas de tampas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.