Polícia apresenta trio suspeito de dar golpe milionário em mais de 50 pessoas na Grande Goiânia

Conforme informações da Polícia Civil (PC), carros adquiridos em regime de consignação eram vendidos pelos suspeitos e o dinheiro não era repassado aos donos

A Polícia Civil apresentou na tarde desta quinta-feira (24/7) três presos suspeitos de estelionato. Glauber Ferreira Nunes e seu irmão Tiago Ferreira Nunes, juntamente com o esposo Júlio Barreto, são acusados de aplicar um golpe milionário na venda de veículos, quando comandavam a revendedora Alfa Car, localizada no Alto Shopping, em Aparecida de Goiânia.

Conforme informações da Polícia Civil (PC), carros adquiridos em regime de consignação eram vendidos pelos suspeitos e o dinheiro não era repassado aos donos. Logo após as primeiras denúncias, o estabelecimento fechou as portas, deixando mais de 50 pessoas no prejuízo. A falsificação do documento de quitação veicular também permitia ao trio financiar automóveis por mais de uma vez.

O caso repercutiu na imprensa local em abril deste ano. A titular da Delegacia do Consumidor (Decom), Ana Claudia, em entrevista ao Jornal Opção Online, afirmou que a mídia teve papel fundamental para a resolução do caso.

Após período de monitoramento, a PC, juntamente com a polícia paranaense, descobriu o paradeiro do trio, que se encontrava foragido no município de Maringá (PR). Em defesa, os acusados alegam ser apenas funcionários da Alfa Car. O crime de estelionato seria, de acordo com eles, orquestrado pela então dona da garagem. Leonildes, conforme informou os suspeitos, ainda não foi identificada pela polícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.