Polícia apreende computadores e documentos em nova fase de operação que apura fraudes na Seduc

Foi deflagrada terceira etapa da Operação Mákara, que tem como alvos ex-servidores da secretaria e empresários

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Na manhã desta quarta-feira, 10, a Polícia Civil deflagrou a terceira fase da Operação Mákara, que apura fraudes licitatórias possivelmente cometidas por ex-servidores da Secretaria Estadual de Educação e empresários do setor de construção civil.

Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Goiânia, mais especificamente nas residências dos empresários. De acordo com a PC, foram apreendidos diversos computadores, celulares, pen drives e documentos que reforçam os indícios da prática dos crimes investigados.

As investigações, iniciadas em maio deste ano, já passou por duas fases, onde identificou que os servidores tinham relação com os sócios das empresas e facilitavam, de alguma forma, as licitações, dando agilidade nos processos para essas empresas vencerem.

Na segunda fase, a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra a Ordem Tributária (DOT) acusou que o suposto esquema teria começado há oito anos. Mais detalhes desta terceira etapa serão passados posteriormente pela PC.

A Seduc exonerou os envolvidos à época da deflagração e disse que tem cooperado com as investigações. A pasta ainda afirma que os crimes se iniciaram na gestão passada.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fernando

E os nomes das construtoras. ..