Polêmica envolvendo venda de bebês em Anápolis é desvendada pela polícia

Delegada ouviu pais biológicos e casal que supostamente compraria os recém-nascidos

Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente | Foto: Google Maps

Depois de receber uma denúncia anônima sobre uma suposta venda ou doação de bebês gêmeos nascidos em Anápolis, a titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Kênia Segantini, começou a investigar o caso.

Foram ouvidos os pais biológicos do bebê que moram em Campo Limpo, a 17km de Anápolis, e o casal que supostamente adotaria os recém-nascidos. De acordo com a delegada, todos negaram o crime.

“Todos eles negaram a intenção de adoção ou de doação dos bebês. Os pais biológicos confirmaram que receberam ajuda financeira do casal mas que nunca houve a intençaõ de se desfazerem das crianças”.

Kênia ressalta que o único elemento que indicava a suposta venda dos bebês foi a denúncia anônima e que a polícia não encontrou nenhum indício de que o crime realmente seria praticado.

“Se havia essa intenção ela frustrada. Os bebês já foram registrados normalmente no nome dos pais biológicos”, finaliza.

Deixe um comentário