Polêmica envolvendo venda de bebês em Anápolis é desvendada pela polícia

Delegada ouviu pais biológicos e casal que supostamente compraria os recém-nascidos

Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente | Foto: Google Maps

Depois de receber uma denúncia anônima sobre uma suposta venda ou doação de bebês gêmeos nascidos em Anápolis, a titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Kênia Segantini, começou a investigar o caso.

Foram ouvidos os pais biológicos do bebê que moram em Campo Limpo, a 17km de Anápolis, e o casal que supostamente adotaria os recém-nascidos. De acordo com a delegada, todos negaram o crime.

“Todos eles negaram a intenção de adoção ou de doação dos bebês. Os pais biológicos confirmaram que receberam ajuda financeira do casal mas que nunca houve a intençaõ de se desfazerem das crianças”.

Kênia ressalta que o único elemento que indicava a suposta venda dos bebês foi a denúncia anônima e que a polícia não encontrou nenhum indício de que o crime realmente seria praticado.

“Se havia essa intenção ela frustrada. Os bebês já foram registrados normalmente no nome dos pais biológicos”, finaliza.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.