Polarização entre dois grupos marca articulações para eleição da Mesa Diretora

Presidência da Casa pode ser disputada por candidato de grupo do atual presidente Romário Policarpo e por candidato apoiado por grupo de novatos

Foto: Reprodução

A movimentação em torno da eleição para a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Goiânia segue intensa. Os remanescentes do grupo que elegeu o atual presidente Romário Policarpo (Patriota) tem conseguido aglutinar nomes fortes e deve lançar a candidatura do próprio Romário, ou de algum emedebista.

Entre os possíveis nomes destaca-se o do decano Anselmo Pereira. Mas o ex-presidente Clécio Alves e o vereador Dr. Gian também estariam sendo cotados pelo “grupo dos veteranos”. De outro lado, Sandes Júnior (PP), Léia Klebia (PSC) ou Bessa (DC) podem ser lançados com o apoio de novatos na Casa.

O ex-deputado Santana Gomes (PRTB) também é citado como possível candidato. Porém, no momento, há um consenso em não se assumir candidato. A avaliação é que o resultado da eleição para prefeito na capital pode mudar o cenário.

Também existe o receio de que ao se lançar candidato neste momento, o postulante se torne alvo fácil e acabe desidratado para o pleito. Então, todos os passos a priori são no sentido de fortalecimento de grupos, sem o anúncio de candidaturas. A ideia é não repetir o que ocorreu nas últimas eleições, em que os principais nomes acabaram derrotados por um arranjo de última hora que conseguiu eleger Policarpo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.