PM sai ferido de protesto no Centro de Goiânia

Protesto contra OSs na educação e o aumento na tarifa de ônibus na Capital terminou em confusão no fim da tarde desta quarta-feira (18/2)

Protesto contra o aumento a tarifa de ônibus no centro de Goiânia | Foto: reprodução/assessoria

Protesto contra o aumento a tarifa de ônibus no centro de Goiânia | Foto: reprodução/assessoria

Um policial militar foi ferido durante protesto no final da tarde desta quarta-feira (17/2), no Centro de Goiânia. A manifestação, contra o aumento da tarifa do transporte público da capital e contra o programa de gestão compartilhada de escolas estaduais com Organizações Sociais (OSs), terminou na prisão de 19 pessoas, quatro por agressão, uma por desacato e 14 por tentativa de linchamento e dano ao patrimônio público.

O policial levou um soco de um dos manifestantes, caiu, batendo a cabeça no chão, e levou vários pontapés enquanto estava desacordado. Segundo informações da Polícia Militar (PM GO), ele foi levado para o Hospital de Urgências de Goiânia, onde aguarda atendimento.

Desde dezembro, os manifestantes ocuparam dezenas de unidades escolares em todo o e Estado. Atualmente, apenas quatro colégios permanecem ocupados, dois em Anápolis e dois em Goiânia.

A Polícia Militar (PM-GO) afirma por meio de assessoria que, durante o protesto, a corporação tentou “apenas impedir o vandalismo contra o patrimônio público”, com o objetivo de garantir a segurança no retorno para casa do trabalho e das aulas das escolas públicas e particulares, uma vez que o protesto ocorreu no fim da tarde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.