PM prende suspeito de explodir agências bancárias em Goiânia

Daniel de Oliveira, o Vovô, será indiciado por associação criminosa armada, roubo majorado pelo emprego de arma e explosão

Suspeito, conhecido como vovô, está envolvido a explosão de agência na Praça Tamandaré | Foto: Wildes Barbosa

Suspeito, conhecido como vovô, está envolvido a explosão de agência na Praça Tamandaré | Foto: Wildes Barbosa

A Polícia Militar de Goiás (PMGO), em operação conjunta do Grupo Antirroubo a Banco (GAB), da Polícia Civil, e do Grupo de Radiopatrulha Aérea (GRAer), prendeu Daniel de Oliveira, conhecido como Vovô. Ele é apontado como um dos participantes das explosões dos terminais de autoatendimento do Banco do Brasil, na Avenida T-7, no setor Bueno, e na Avenida Assis Chateaubriand, setor Oeste, que ocorreram nos dias 06 e 22/09.

O suspeito será indiciado pelos crimes de associação criminosa armada, roubo majorado pelo emprego de arma e concurso de pessoas e explosão. Com ele também foram apreendidos dois veículos com a placa de identificação trocada.

Outros três integrantes desta associação criminosa, Wilke Alef da Silva, Claudio Junio Barbosa, e o líder do grupo, Johnnathan Pereira da Silva, conhecido como Queixão, já haviam sido localizados. Na ocasião, eles estavam em um apartamento na Vila Aurora, em Goiânia, resistiram à prisão e morreram no confronto com as forças policiais.

No local, foram apreendidos uma pistola 9mm, com carregador alongado e capaz de disparar rajadas, uma pistola calibre 380, um revólver calibre 38, um colete antibalístico da Polícia Civil com munições calibre 12 e carregadores com munições calibre 45. Além disto, foram localizados dois veículos carregados com explosivos.

Além disto, uma Saveiro utilizada pelos criminosos durante as explosões foi localizada em uma zona rural de Guapó. “Nela, foram identificadas 14 digitais que pertenciam aos apontados pelas explosões”, disse a perita criminal Nilza Belo Castilho.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.