PM liberta adolescente de 15 anos que era mantida em cárcere privado por traficante

Durante abordagem policias ouviram gritos dizendo: “Pelo amor de Deus, me salva”

Drogas, balança de precisão e munição apreendidas pela PM | Foto: Divulgação

Após receber informações sobre tráfico de drogas em um lava Jato, equipe do batalhão de Choque se deslocou para o endereço, que fica no Setor Nova Esperança. Ao chegar ao local, avistaram o suspeito, Wanderson Rodrigues da Silva, conhecido como “Gordinho” que reagiu de forma suspeita diante dos policiais.

Durante a abordagem no lava jato, os PMs ouviram barulhos no interior do local. Ao entrar, ouviram gritos de uma jovem dizendo: “Pelo amor de Deus, me salva”, atrás de uma porta trancada. A equipe de polícia arrombou a porta e encontrou no local a menor N.B. G, de 15 anos.

A adolescente contou que desde Janeiro deste ano era mantida em cárcere privado pelo suspeito e que “Gordinho” não a deixava sair e era muito violento. A jovem era agredida e ameaçada a todo instante.

N.B. G relatou também que o acusado cortou o  seu cabelo e que mantinha relações sexuais sem o seu consentimento. A jovem disse que “Gordinho” sempre a ameaçava dizendo que caso ela tentasse fugir, ele iria furaria os seus olhos e mataria sua família.

Wanderson confessou aos policias que teria drogas em sua casa. Além das substâncias, a PM encontrou uma balança de precisão e três munições de calibre 32.

Diante dos fatos,  o suspeito, drogas, a balança de precisão, munições e a vítima foram conduzidos à Central de Flagrantes.

Deixe um comentário