PM beija namorado e é ameaçado via WhatsApp por colega

Por meio de áudio, policial disse que não aceitaria novo integrante no grupo

Foto: Reprodução.

Durante a formatura de praças da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) dois casais homoafetivos, um composto por duas mulheres e outro por dois homens, posaram para foto beijando seus respectivos parceiros. A imagem gerou comentários maldosos dentro da corporação e nas redes sociais. Um dos colegas ameaçou o casal de homens por meio do aplicativo WhatsApp.

As ameaças em áudio feitas por um suposto PM dizia que ele usaria “fogo amigo” contra o novo integrante.  “Fogo amigo não é só atirar nos outros, não. Nós todos já fomos ‘plotados’, já fomos sancionados” disse o militar.

O autor também declarou que “pode até ficar calado, mas tem outros jeitos de ‘sancionar’ esse tipo de situação”. Além disso, usou palavras como “viadinhos” e reproduziu esteriótipos caricatos para embasar o discurso de ódio. “Antigamente, o cara não podia nem ser cachaceiro que era queimado. Agora, ser viado, passar a mão na bunda e entrar de calcinha na viatura a gente vai aceitar? Porra nenhuma, meu irmão” continuou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.