PM acusado de tentar obstruir investigações do caso Marielle Franco é preso no Rio

Operação que prendeu “Ferreirinha” cumpre outros 21 mandados de prisão contra acusados de integrar milícia carioca

Fotos: Reprodução

A polícia do Rio de Janeiro cumpre, nesta sexta-feira, 31, 21 mandados de prisão na “Operação Entourage”, que investiga envolvimento de integrantes de uma milícia da zona oeste do Rio. Entre os oito presos está o policial militar Rodrigo Jorge Ferreira, acusado de atrapalhar as investigações da morte da vereadora carioca Marielle Franco.  

As investigações apontam que a milícia que Jorge Ferreira participava, liderada por Orlando Curicica, preso na última quinta-feira,  aterrorizava moradores e comerciantes da zona Oeste da cidade, além de acusações de homicídios.

A acusação contra o PM  é fruto de um inquérito da Polícia Federal que aponta a tentativa de Ferreira em  atrapalhar as investigações, quando em maio do ano passado procurou a PF apontando Curicica como uma pessoa interessada na morte de Marielle.

Os investigadores da PF apontam que entenderam que o policial militar temia ser morto por Curicica e tinha interesse em assumir a área dominada pelo miliciano. Mesmo tento delatado o chefe da organização criminosa, Ferreira foi preso como integrante do grupo.

O relatório sobre o envolvimento do PM foi para análise da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Os demais presos são acusados por outros processos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.