Plataforma mostra ruas de Goiânia com maiores riscos de contaminação por coronavírus

Projeto colaborativo utiliza algoritmo validado pelo Ministério da Saúde e pela Fiocruz, calculando risco de infeção em cada área. Confira

Os esforços frente à pandemia do novo coronavírus impulsiona uma ampla diversidade de ações para tentar frear as contaminações. Dos empenhos na Saúde, com tentativas de encontrar medicamentos e vacinas, chegando às áreas tecnológicas. Um dos produtos dessa luta, o projeto “Juntos Contra o Covid” promete acesso ao monitoramento de risco de infecção por áreas e até mesmo por ruas.

Criada pelo estudante de medicina Faissal Nemer Hajar, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), a ferramenta é colaborativa, estabelecendo mapa com uso de formulários respondidos anonimamente pela internet. Perguntas como estado de saúde, contato com pessoas infectadas e viagens recentes estão entre os itens levados em consideração.

A plataforma avalia as respostas com uso de algoritmo validado pelo Ministério da Saúde e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e atualiza os dados a cada cinco minutos, sendo estabelecido três níveis de riscos: baixo, médio e alto.

Em Goiânia, são 11 os pontos indicados como áreas de maior risco até a sexta-feira, 30: dois no Jd. Olímpico; um no Jd. Nova Era; um no Parque Amazonas; dois no Setor Central; um no Setor Jaó; um no Setor Aeroporto; um no setor campinas; um no Parque das Flores e um no Jardim São Judas Tadeu.

Confira o mapa pesquisando por Goiânia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.