Plano Diretor: aumento da macrozona urbana gera desconforto e líder do prefeito pede vista

Pedido foi acatado e a sessão extraordinária da Comissão Mista foi encerrada

Foto: Reprodução

Durante análise do relatório final do Plano Diretor nesta quinta-feira, 24, pela Comissão Mista da Câmara Municipal de Goiânia, o relator do projeto, Cabo Senna (Patriota), discorreu sobre a polêmica envolvendo o aumento da macrozona na capital.

Segundo Senna, o aumento da área urbana vinda do Paço foi de 448 milhões de metros quadrados e representa um aumento da macrozona em 4%. “Já as emendas dos vereadores, na verdade, foram apresentadas para organizar regiões como a do Irisville e foram de 122 milhões de metros quadrados, ou seja, um aumento de 1,08%”, destaca.

Assim, o total do aumento proposto no Plano Diretor é de 570 milhões de metros quadrados, o que representa um aumento de 5,08% da macrozona.

Diante da fala de Senna, que apontou um desconforto em torno do desentendimento a respeito desse aumento, o líder do prefeito na Casa, vereador Wellington Peixoto (DEM) pediu vistas para que o assunto fosse melhor debatido e esclarecido para toda a sociedade. O pedido foi acatado e a sessão extraordinária da Comissão Mista foi encerrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.