Planalto escolhe novo titular do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle

Torquato Jardim, advogado e ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral, assume cargo deixado por Fabiano Silveira, forçado a pedir demissão depois de polêmica

Torquato é especialista em direito eleitoral | Foto: TV Brasil

Torquato é especialista em direito eleitoral | Foto: TV Brasil

Depois que Fabiano Silveira teve que deixar o cargo por ter sido gravado criticando a Lava Jato e orientando investigados sobre como se comportar em delações premiadas, o presidente em exercício, Michel Temer (PMDB) nomeou seu substituto. A pasta fica agora com Torquato Jardim, advogado e ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A posse está marcada para esta quinta-feira (2/7). Torquato atua como advogado desde 1979 e também foi presidente do Instituto Brasileiro de Direito Eleitoral. O novo ministro atuou ainda como advogado do governo na Comissão de Empresas Transnacionais das Nações Unidas em Nova York e Genebra (1980-1981).

Torquato também é professor de Direito Constitucional na Universidade de Brasília e especialista em direito eleitoral. Ele assume depois que Fabiano enfrentou resistência não só da opinião pública, mas também dos próprios servidores do ministério, que organizaram um protesto contra ele na última segunda-feira (30/5).

Alguns funcionários chegaram à colocar seus cargos à disposição e pelo menos 200 deles assinaram documento dizendo não mais reconhecê-lo como ministro. Eles bloquearam a chegada do ministro e lavaram o corredor até a porta de seu gabinete. A pressão forçou Fabiano a renunciar mesmo com Temer afirmando que não o exoneraria.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.