PL aposta em série de pesquisas para embasar escolha de candidato ao governo

Gustavo Mendanha e Vitor Hugo disputam espaço no PL. No entanto, há impasse quanto a preferência do presidente da sigla e a dos grupos mais conservadores ligados a ela

A definição do nome que disputará o Governo de Goiás pelo Partido Liberal (PL) será subsidiada pelas pesquisas internas que a legenda está encomendando a cada 30 dias. O objetivo, segundo o presidente do diretório regional da sigla, Flávio Canedo, é avaliar a preferência do eleitorado. Até agora, o partido do presidente Jair Bolsonaro tem como possíveis governadoriáveis em Goiás o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (sem partido), e o deputado federal Vitor Hugo (PSL). Eles têm até o dia 2 de abril para estarem devidamente filiados a algum partido.

“Temos encaminhado pesquisas eleitorais a cada 30 dias. Vitor Hugo está tentando se viabilizar, mas não é conhecido, então será muito difícil para ele”, comenta o presidente do PL. Com o prazo apertado, Flávio não acredita em uma consolidação do deputado federal até as definições do partido. Segundo Canedo, essa é a principal dificuldade de Vitor Hugo, que não tem a mesma história e o legado de alguns políticos goianos. Ele, inclusive, cita o governador Ronaldo Caiado (Democratas), o ex-governador Marconi Perillo (PSDB), o senador Luiz do Carmo (MDB) e o próprio prefeito de Aparecida. “Que história tem Vitor Hugo?”, questiona o político ao lembrar que todos têm algum legado. Vitor, no entanto, tem a predileção do presidente Jair Bolsonaro, que já manifestou publicamente interesse no nome do parlamentar na disputa pelo Palácio das Esmeraldas.

A preferência do presidente do PL goiano é apoiar e ter a pré-candidatura do prefeito de Aparecida de Goiânia, que, segundo ele, está crescendo nas pesquisas, porém, ele enfrenta impasses. A pré-candidatura do deputado federal Vitor Hugo é defendida por lideranças mais conservadoras e também há a força da proximidade com o presidente Jair Bolsonaro. Vitor tenta se viabilizar como principal nome bolsonarista ao governo.  

O deputado também tem a preferência da Frente Conservadora, que é liderada pelo ex-vereador Oseias Varão (PP). Segundo ele, a intenção é apoiar um governador que esteja alinhado com os valores cristãos e que apoia a candidatura de Bolsonaro. “Por enquanto, o único pré-candidato nesta linha é o Major Vitor Hugo”, defende. Gustavo, inclusive, encontra resistência dentro da ala mais conservadora porque tem histórico de relacionamento com partidos de esquerda e de centro-esquerda, com os quais também tem dialogado para as eleições deste ano.  

Apesar das preferências, Flávio Canedo reitera que a filiação de Bolsonaro e dos apoiadores dele deve acontecer, como é o caso do próprio Vitor Hugo, mas a autonomia lhe foi dada pelo presidente nacional do PL, Waldemar da Costa Neto, assim como a outros diretórios. Segundo ele, a filiação de Vitor Hugo não tem imposições. A decisão sobre o nome do partido para o Governo do Estado ainda não foi tomada e depende, inclusive, do prefeito Gustavo Mendanha, que é quem vai escolher a sigla a qual deve se filiar.  

Uma resposta para “PL aposta em série de pesquisas para embasar escolha de candidato ao governo”

  1. Avatar Denis Robson disse:

    Esse Vitor Hugo tem que deixar de vaidade e entender que ele é fraco. Não é pário para o Mendanha. Talvez seria um bom vice. Baixa a bola Vitor!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.