Pix renova com sistema de devolução após um ano de funcionalidade

O Banco do Brasil também irá liberar a função Pix Saque e Pix Troco a partir do dia 29 de novembro

Pix terá novas funções a partir deste mês | Foto: divulgação

Nesta terça-feira, 16, aniversário de um ano do Pix, o sistema de instantâneo do Banco Central (BC) ganha nova funcionalidade. O Mecanismo Especial de Devolução agilizará o ressarcimento ao usuário vítima de fraude ou falha operacional das instituições brasileiras.

Segundo o BC, em uma eventual fraude ou falha operacional antes do sistema de devolução, as instituições envolvidas precisavam estabelecer procedimentos operacionais bilaterais para desenvolver o dinheiro e isso dificultava o processo e aumentava o tempo necessário para analisar e finalizar cada caso. Com o Mecanismo Especial de Devolução, as regras e os procedimentos serão padronizados.

Saque e troco

Outra novidade do BC, é que a partir de 29 de novembro vai liberar a função Pix Saque e o Pix Troco. As funções vão permitir um saque em espécie e a obtenção de troco em estabelecimentos comerciais e outros lugares de circulação.

Pix Saque: o cliente poderá fazer saques em qualquer ponto que ofertar o serviço, como comércios e caixas eletrônicos, tanto em terminais compartilhados quanto da própria instituição financeira. O correntista apontará a câmera do celular para um código QR, fará um Pix para o estabelecimento ou para a instituição financeira e retirará o dinheiro na boca do caixa.

Pix Troco: permite o saque durante o pagamento de uma compra. O cliente fará um Pix equivalente à soma da compra e do saque e receberá a diferença como troco em espécie. O extrato do cliente especificará a parcela destinada à compra e a quantia sacada como troco.

Open Banking

O BC também pretende estender o iniciador de pagamentos ao Pix. Por meio dessa ferramenta, existente para pagamentos por redes sociais e por aplicativos de compras e de mensagens, o cliente recebe um link com os dados da transação e confirma o pagamento.

Com a troca de informações, o cliente poderá fazer transações Pix sem abrir o aplicativo da instituição financeira, como ocorre hoje. O usuário apenas clicará no link e informa a senha ou a biometria da conta corrente para concluir a transação. Tudo sem sair do site de compras, do aplicativo de entregas ou da rede social.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.