PGR instaura notícia-crime contra Carla Zambelli

Petistas acusam deputada de ter cometido crime de tráfico de influência e advocacia administrativa em troca de mensagens com Moro

O Procurador-Geral da República (PGR), Augusto Aras, solicitou a instauração de notícia-crime junto ao Ministério Público Federal (MPF) contra a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP).

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, tinha pedido para a PGR se manifestar sobre o caso em 26 de maio após pedido do Partido dos Trabalhadores.

Para os petistas, Zambelli teria cometido o crime de tráfico de influência e de advocacia administrativa após trocar mensagens com o então ministro da Justiça, Sergio Moro.

O pedido dos parlamentares do PT foi apresentado ao Supremo no final de abril, dias após Moro ter deixado seu cargo no governo acusando Bolsonaro de tentar interferir na Polícia Federal.

A ação tem como base as conversas trocadas no aplicativo WhatsApp entre Moro e Zambelli antes da decisão do ministro. A deputada queria que Moro aceitasse a troca na PF desejada por Bolsonaro.

“E vá em setembro para o STF. Eu me comprometo a ajuda a fazer o JB [Jair Bolsonaro] prometer”. Moro respondeu que não estava “à venda”. (Com informações do UOL)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.