Pfizer planeja ter mais de 1,3 bilhão de vacinas contra Covid-19 até 2021

Farmacêutica e governo brasileiro ainda não firmaram negociação

A farmacêutica Pfizer espera obter o registro de sua vacina contra a Covid-19 na Food and Drug Administration (FDA, agência do Departamento de Saúde dos Estados Unidos) em dezembro. Esse registro permitiria iniciar a vacinação nos Estados Unidos ainda neste ano.

Em um simpósio online promovido pela Academia Nacional de Medicina, o presidente da companhia no Brasil, Carlos Murillo, informou que 50 milhões de doses estarão disponíveis já neste ano, e o total para o ano que vem chega a 1,3 bilhão de doses para todo o mundo.

“No caso do Brasil, ainda estamos trabalhando fortemente com o governo brasileiro para tentar acelerar a disponibilidade o mais rápido possível. Tenho esperança de que no primeiro trimestre do próximo ano poderíamos estar contando com essa vacina disponível no Brasil”, disse Murillo, ao mencionar que a empresa e o governo ainda estão em negociação.

Testes

Os testes clínicos da Pfizer/Biontech envolvem cerca de 44 mil pessoas, sendo 3 mil no Brasil. Uma das exigências para o registro na FDA é que metade dos participantes do estudo tenha recebido a vacina há pelo menos dois meses. Outro critério é que ao menos 164 pessoas que participaram do estudo desenvolvam a doença, já que metade dos voluntários não foi imunizada — conforme a metodologia de testagem.

(Com informações da Agência Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.