Crime ocorreu em setembro de 2019. Dois indivíduos entraram armados na prefeitura, renderam os seguranças e levaram R$ 55 mil

Também foram cumpridos três mandados de busca e apreensão em endereços vinculados à quadrilha com o objetivo de identificar outros envolvidos | Foto: Divulgação PF

A Polícia Federal deflagrou na última terça-feira, 13, a Operação Fogo contra Fogo, que investigou e prendeu três integrantes de uma quadrilha de assaltantes de banco. Os presos são supostamente os responsáveis pela explosão de terminais bancários de autoatendimento localizados dentro da Prefeitura do município de Novo Gama, em Goiás.

O crime ocorreu em setembro de 2019, quando dois indivíduos entraram armados no prédio da prefeitura e renderam os seguranças. Logo em seguida, outros três suspeitos teriam chegado ao local em outro veículo, se deslocado até os ATMs e, com maçaricos, abriram os terminais e colocaram os explosivos. Após a explosão, o grupo fugiu, levando  aproximadamente R$ 55 mil reais.

Também foram cumpridos três mandados de busca e apreensão em endereços vinculados à quadrilha com o objetivo de identificar outros envolvidos. As medidas foram autorizadas pela Justiça Federal de Luziânia.

Um dos presos tinha trabalhado em um cargo comissionado na própria prefeitura de Novo Gama e outro possuía diversas anotações criminais por assalto a banco, tendo cumprido mais de 20 anos de prisão.