PF prende policiais do Senado suspeitos de atrapalhar investigações da Lava Jato

Agentes utilizavam aparelhos de segurança para criar dificuldades às ações da Polícia Federal a favor de senadores e ex-senadores

*Atualizada às 9h50

Agentes da Polícia Federal cumprem, na manhã desta sexta-feira (21/10), em Brasília, cinco mandados de busca e apreensão e outros quatro de prisão temporária contra policiais legislativos do Senado Federal.

A ação, conforme a PF, faz parte da Operação Métis, deflagrada na manhã desta sexta-feira para desarticular associação criminosa armada responsável por embaraçar a Lava Jato, entre outras investigações.

A operação teria sido motivada por denúncia de um servidor da segurança do Senado devido a processos administrativos para afastamento de função. Conforme apurado inicialmente, os policiais legislativos fariam um trabalho de contra-inteligência, com o objetivo de criar dificuldades às ações da PF a favor de senadores e ex-senadores.

A Polícia Federal informou que não há mandados judiciais sendo cumpridos em gabinetes ou qualquer endereço ligado ao senador Fernando Collor (PTV) ou a qualquer parlamentar, conforme chegou a ser noticiado anteriormente.

Deixe um comentário