PF desarticula quadrilha que fraudava boletos e invadia sites de bancos

Organização criminosa desviou pelo menos R$ 1,5 milhões com o esquema. Policiais cumprem, durante todo o dia, mandados em três cidades e no Distrito Federal

Grupo ostentava bens e viagens compradas com o dinheiro desviado nas redes sociais | Foto: Reprodução

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quinta-feira (11/5), a Operação O Grande Irmão, para desarticular uma quadrilha que fraudava boletos e invadia sites de instituições financeiras como a Caixa Econômica Federal. Já foi comprovado o desvio de R$ 1,5 milhões, mas a suspeita é de que eles os prejuízos superem os R$ 3 milhões.

Segundo a PF, 60 agentes atuam na ação para cumprir 21 mandados, sendo 10 de busca e apreensão, nove de prisão temporária e dois de condução coercitiva. Os policiais cumprem estes mandados tanto em Goiânia (GO) quanto em Trindade/GO, Catanduva/SP e no Distrito Federal.

O grupo atuaria desde 2012 e, de acordo com as investigações, eles invadiam sites de bancos para inserir créditos em cartões de débito pré-pagos, utilizando-os depois para saques e compras – eles levavam uma vida luxuosa, de acordo com a PF, e ostentavam bens e viagens nas redes sociais. Além disso, eles também faziam transferências para contas particulares e de empresas das quais eram sócios e fraudavam boletos para receber mais dinheiro.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.