PF cumpre mandado de prisão em Goiânia por desvios no SUS

Diligências estão sendo realizadas em seis cidades: São Luís/MA, Imperatriz/MA, Parauapebas/PA, Palmas/TO, Brasília/DF e Goiânia/GO

A Polícia Federal cumpre nesta quinta-feira (18/10) um mandado de prisão e outro de busca e apreensão em Goiânia, resultante da Operação Sermão aos Peixes, encabeçada pela PF do Maranhão

Ao todo, em todo o Brasil, estão sendo cumpridos 19 mandados de busca e apreensão, oito mandados de prisão temporária e um mandado de prisão preventiva, todos expedidos pela 1ª Vara Criminal Federal da Seção Judiciária do Maranhão.

Segundo a PF, as diligências estão sendo realizadas em seis cidades: São Luís/MA, Imperatriz/MA, Parauapebas/PA, Palmas/TO, Brasília/DF e Goiânia/GO. A investigação contou com a participação do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) e da Receita Federal do Brasil.

A PF apurou indícios de que, entre os anos de 2011 a 2013, aproximadamente R$ 2 milhões destinados ao sistema de saúde do Maranhão teriam sido desviados para uma empresa sediada na cidade de Imperatriz (MA). A polícia verificou ainda pagamentos mensais a blogueiros.

Em Palmas, o médico Plinio Medeiros Filho foi detido suspeito de integrar o esquema. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da PF em Goiânia não revelou a identidade da pessoa presa na capital no âmbito da operação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.