Petrobras mantém posição entre maiores empresas do mundo, enquanto Vale despenca

Enquanto estatal ficou estagnada na 28ª posição, mineradora privada caiu da 218ª colocação, em 2013, para 312ª, no último ano

Foto: Divulgação/Petrobras/ABr

Foto: Divulgação/Petrobras/ABr

Mesmo com uma crise anunciada e escândalos de corrupção, a Petrobras se manteve na 28ª posição no ranking das 500 maiores empresas do mundo, com uma receita de US$ 143,657 bilhões no último ano. A lista foi divulgada nesta quarta-feira (22) pela revista norte-americana Fortune.

Enquanto a estatal manteve a posição no ranking, a mineradora privada Vale despencou da 218ª colocação, em 2013, para a 312ª, no último ano. Outras cinco companhias brasileiras também aparecem na lista. A segunda mais bem colocada é o Itaú, que subiu 26 posições e ficou no 112º lugar.

O Banco do Brasil está em 126º lugar, seguido do Bradesco, em 185º; JBS, em 202º ; Vale, em 312º; e Ultrapar, em 414º. O ranking mundial é liderado por Walmart, Sinopec e Shell. Com representantes de 36 países, as 500 empresas da lista possuem, juntas, uma receita de US$ 31,2 trilhões.

Petrobras

A Fortune não deixou em branco em sua publicação o escândalo envolvendo a estatal brasileira, nem a atual crise vivenciada pela empresa. A revista lembra que a Petrobras é a companhia mais endividada do mundo e agora procura cortar custos.  No entanto, frisa também, que ela é a maior petroleira da América Latina e conseguiu elevar, mesmo que de forma discreta, as vendas em 2014.

Entre as ameaças identificadas pela publicação estão a queda nos preços do petróleo e os processos judiciais abertos por acionistas após as descobertas da operação Lava Jato.

“A verdadeira história da Petrobras no ano passado foi o grande escândalo de corrupção envolvendo propina e cartel, que contribuiu para a baixa contábil de US$ 2 bilhões e levou à renúncia da presidente Maria das Graças Foster”, destaca a publicação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.