Petistas goianos veem com otimismo candidatura de Fernando Haddad a presidência

Nome de ex-ministro da Educação foi lançado pelo ex-presidente Lula. Haddad foi derrotado nas eleições de 2018 por Jair Bolsonaro

Nome é visto com bons olhos por parlamentares goianos do PT| Foto: Reprodução/PT

Na última sexta-feira, 5, o jornal Folha de São Paulo revelou que o ex-presidente Lula escolheu Fernando Haddad para ser o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) nas eleições presidenciais em 2022. Ex-ministro da Educação dos governos de Lula e Dilma Rousseff e ex-prefeito de São Paulo de São Paulo, Haddad foi derrotado nas urnas em 2018 pelo atual presidente, Jair Bolsonaro. 

O PT ainda trabalha com o nome do ex-presidente Lula para concorrer ao Planalto, entretanto, Lula atualmente está impedido de concorrer devido a condenações na Lava-Jato nos casos do triplex do Guarujá e do sítio de Atibaia. Nos próximos meses, o Supremo Tribunal Federal (STF), irá julgar se o então juiz Sérgio Moro foi parcial nos processos contra o ex-presidente. Caso Moro seja considerado parcial, as condenações serão anuladas e Lula terá o caminho livre para disputar a presidência. Entretanto, há dúvidas entre os petistas se, devido a idade (75 anos), Lula estaria realmente disposto a concorrer à presidência. 

O nome de Fernando Haddad foi visto com bons olhos por parlamentares goianos do partido. Líder do PT na Assembleia Legislativa, a deputada Delegada Adriana Accorsi destacou a força que o partido ainda possui no Brasil, tendo a maior bancada na Câmara dos Deputados e o maior número de governadores no país. “É um partido que tem força, carisma com a população e principalmente história de serviços prestados ao povo brasileiro”, ressaltou a parlamentar. 

Segundo a parlamentar, o atual projeto de governo que vigora no país é totalmente oposto ao que prega o Partido dos Trabalhadores. “Nós nos contrapomos fortemente ao atual governo de Jair Bolsonaro. Nós temos um projeto totalmente diferente”. A deputada destacou que o nome de Fernando Haddad já foi colocado como pré-candidato para que a população possa, além de conhecer o candidato, apresentar as propostas do partido. “Nós já estamos colocando para apreciação da população para apresentar as nossas propostas que são totalmente opostas às que esse governo atual apresenta. O Haddad já está com o bloco na rua”, pontuou. 

O deputado federal Rubens Otoni, único petista entre os goianos no Congresso, tratou a possível candidatura de Fernando Haddad como “natural desde a última eleição”. Assim como a deputada estadual, Rubens Otoni cravou que mudanças só devem ocorrer caso o ex-presidente Lula recupere os seus direitos políticos. Otoni destacou que até 2022 a polarização pode ser outra, pois ainda “não há certeza que o presidente termine o seu mandato, diante de inúmeras denúncias apresentadas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.