Pesquisas goianas podem receber até R$ 250 mil, cada, para avançarem contra coronavírus

Através da Fapeg, o governo de Goiás financiará itens de custeio incluindo passagens, diárias, material de consumo para desenvolvimento do projeto e serviços de terceiros

Foto: Divulgação

Após se associar à Chamada Emergencial da União Europeia por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), o governo de Goiás divulgou nesta quinta-feira, 19, os critérios para a integração de pesquisadores goianos ao ‘Desenvolvimento de terapêutica e diagnóstico para combater infecções por coronavírus’, em que pesquisas poderão receber do Estado de Goiás até R$ 250 mil, cada, para o desenvolvimento de estudos de combate ao coronavírus.

A liberação da verba se dará por meio de edital lançado em caráter emergencial, e as pesquisas devem identificar agentes terapêuticos e sistemas de diagnósticos precoces, eficazes e confiáveis relacionados ao novo coronavírus. Entretanto, o  objetivo da chamada não é o desenvolvimento de uma vacina, nem de soluções de aspectos epidemiológico.

Através da Fapeg, o governo de Goiás financiará itens de custeio incluindo passagens, diárias, material de consumo para desenvolvimento do projeto e serviços de terceiros, até o limite dos R$ 250 mil por proposta, enquanto, pelo lado europeu, haverá um orçamento de até 45 milhões de euros.

Pesquisadores podem encaminhar propostas até o fim do mês

Poderão  integrar a chamada pesquisadores doutores vinculados a instituições de ensino e pesquisa do Estado de Goiás associados a consórcios e/ou projetos coordenados por pesquisadores de instituições acadêmicas da União Europeia ou países associados do H2020.

O prazo para submissão de propostas é até 31 de março 2020, as quais serão avaliadas pelo lado europeu e brasileiro até 15 de abril 2020. A chamada é aberta à participação de instituições/pesquisadores brasileiros com cofinanciamento.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.