Pesquisadores enviam nota ao Congresso sobre corte de orçamento proposto pelo Ministério da Economia

Fórum Nacional de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (FOPROP) assinam documento técnico em nome das 256 instituições de ensino superior associadas

Reunião da diretoria da FOPROP com a CNPq. | Foto: FOPROP

O diretório do Fórum Nacional de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (FOPROP) elaborou uma nota técnica a ser entregue para o Congresso Nacional na próxima segunda-feira (11). O documento assinado por 256 instituições de ensino superior públicas e privadas manifesta contrariedade ao corte de 92% das verbas da ciência, feito na última semana.

A nota técnica a ser apresentada destaca o crescimento da ciência nos últimos 20 anos e a redução de investimento de R$13,97 bilhões para R$4,40 bilhões de 2015 para 2020. Segundo os pesquisadores, “esta atitude do Ministério da Economia mostra total desconhecimento da correlação do desempenho do Produto Interno Bruto dos países e o investimento em Ciência e Tecnologia”, escreveram na nota.

Após apresentar diversos setores afetados pelo corte, como o Edital Universal do Conselho Nacional Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a nota alega que a ciência enfrenta contraste com investimentos de outros anos. Para os pesquisadores, a precarização da ciência e da tecnologia, estimulada pelo negacionismo científico e pelo movimento anticiência, “vai na contramão da estratégia adotada por qualquer país

que busca vencer uma crise sem precedentes, e que tem causado, entre outros danos, o êxodo dos nossos melhores cérebros”, alegou.

A nota direcionada ao Congresso tem intuito de reverter os cortes. Além de dados da pesquisa brasileira, apresenta estudos para motivar a reconsideração dos parlamentares com relação à orientação do Ministério da Economia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.