Pesquisa revela que cada juiz custa em média R$ 47,7 mil aos cofres públicos

Conselho Nacional de Justiça divulgou levantamento que mostra ainda que apenas 27% de todos os processos do Brasil foram solucionados

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) divulgou, nesta segunda-feira (4/9), a pesquisa “Justiça em Números, que trata da atuação e dos gastos do Poder Judiciário durante o último ano. Além de calcular a média salarial dos juízes brasileiros, o levantamento também traz o número de processos julgados por eles no último ano.

Sobre os salários, o estudo apontou que o custo mensal médio de um juiz no Brasil em 2016 foi de R$ 47,7 mil. No total, a folha de pessoal do Judiciário custou R$ 75,9 bilhões aos cofres públicos, valor que corresponde a 89,5% de todas as despesas deste poder. No ano passado, os gastos totais ultrapassaram os R$ 84 bilhões.

Em 2016, apenas 27% de todos os processos, 29,4 milhões, foram solucionados e a média de julgamentos por magistrado é de 1.749. No entanto, o índice de atendimento à demanda, de 100,3%, mostrou que, no geral, os juízes conseguiram trabalhar em mais processos do que receberam.

Para o documento, entretanto, os números não indicam pouca produtividade dos magistrados e mostram alguns problemas do Judiciário. Entre eles, listam o grande volume de processos e os recursos.

Outro dado relevante é que o número de processos na primeira instância foi de 7.192, enquanto na segunda, foi de 3.384. Segundo a pesquisa, os números mostram que há insuficiência de pessoal pelo menos na primeira instância.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pinheiro

Seria ainda mais assustador, se fizessem um comparativo com outros países. Aí sim vão detectar uma casta… Haja imposto para sustentar tanta monarquia!