Pesquisa Grupom confirma empate entre Iris e Vanderlan no segundo turno

Candidatos se encontram na margem de erro da pesquisa, já no primeiro turno. Em relação à última rodada, o pessebista cresceu 12% e segue sendo o menos rejeitado

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Pesquisa Grupom, divulgada na tarde desta quinta-feira (22/9) pela rádio 730, aponta a menor diferença registrada entre Vanderlan Cardoso (PSB) e o peemedebista Iris Rezende. O candidato pessebista ampliou ainda mais a vantagem sobre os demais candidatos a e já se encontra com o ex-prefeito na margem de erro da pesquisa, que é de 4,3%.

Conforme levantamento, Iris segue em primeiro lugar na pesquisa estimulada com 34% das intenções de voto, seguido por Vanderlan, que marca 27,4%. Em relação à última rodada do levantamento, realizada no dia 19 de agosto, o candidato do PSB cresceu 12,2%, enquanto Iris caiu 2,1%.

A pesquisa mostra também mudança na corrida pelo terceiro lugar. Adriana Accorsi, do PT, com 6,5% das intenções de voto, passou o Delegado Waldir (PR) na preferência do eleitorado, que foi para o quarto lugar da disputa eleitoral, com 5,8%. Francisco Jr. (PSD) aparece em seguida com 2,1% e Djalma Araújo (Rede) com 0,2%.

No segundo turno, o instituto aponta para equilíbrio total entre Iris e Vanderlan. Conforme a pesquisa, o peemedebista tem 41,7%, contra 40,7% do pessebista. Exatos 10% disseram que irão votar nulo ou branco e 7,7% ainda estão indecisos.

Na simulação para o segundo turno entre Iris e Delegado Waldir, o ex-prefeito vence por 52% dos votos, contra 25% do nome do PR. Neste cenário, votos brancos e nulos somaram 14,8%, e indecisos 8,3%.

Na pesquisa espontânea, em que não são apresentados os nomes dos candidatos, Iris aparece com 31,7%, seguido por Vanderlan, com 22,5%, Delegado Waldir, 5,6%, e Adriana, com 5%.

A pesquisa foi contratada pela rádio 730 e pelo site Diário de Goiás. O instituto Grupom ouviu 521 eleitores entre os dias 18 a 21 de setembro de 2016. A margem de erro é de 4,3 pontos porcentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) sob o protocolo nº GO-05920/2016.

Rejeição

Vanderlan Cardoso também manteve o menor índice de rejeição do eleitorado em Goiânia. Na última pesquisa do instituto, o candidato figurava com 27,8% de rejeição, e quem apresentava a maior reprovação do eleitorado goianiense era o candidato do PSOL, Flávio Sofiati, com 40,5%.

Na nova pesquisa, o pessebista aparece com 24% de rejeição entre os eleitores da capital, e o candidato do PSOL é o terceiro menos rejeitado, agora com 25,7%. Quem aparece na primeira posição é o deputado federal Delegado Waldir, com 35,5% de reprovação. O candidato do PMDB segue logo atrás do parlamentar e é rejeitado por 32,2% do eleitorado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.