Pesquisa aponta que Rodolfo Mota foi o nome que mais cresceu na pré-campanha

Novo levantamento da Directa mostra que a disputa pela presidência da Ordem está hoje embolada entre Rafael Lara, Rodolfo Mota e Pedro Paulo. Todos com chances semelhantes de vitória

A última rodada da pesquisa Directa sobre a eleição da OAB/GO mostra que a disputa hoje está embolada entre três pré-candidatos a presidente: Rafael Lara, Rodolfo Otávio Mota e Pedro Paulo Medeiros. O que chama atenção no levantamento é que nas últimas três semanas o candidato da situação foi o que menos cresceu entre os três. Já Rodolfo Mota, que tem uma candidatura independente, e Pedro Paulo, da oposição, tiveram maior crescimento.

O levantamento da nova rodada de pesquisa da Directa, o pré-candidato do movimento Advocacia Unida, Rodolfo Mota, é o que mais cresceu nas intenções de votos. Com 22,2% da preferência dos advogados inscritos na pesquisa estimulada, o presidente da Casag avançou 5,5 pontos porcentuais em relação a pesquisa anterior, realizada entre 2 e 6 de setembro, quando tinha 16,7%. O candidato da oposição Pedro Paulo teve o segundo maior crescimento (5,1 pontos porcentuais) entre as duas rodadas, mas se mantendo na terceira posição geral, com 20,6% das intenções de votos.

Já o candidato da situação Rafael Lara se mantém ainda na liderança da pesquisa, com 28,6% das intenções de voto, mas cresceu apenas 3,5 pontos porcentuais entre as duas rodadas da Directa. É o segundo menor crescimento entre os pré-candidatos a presidente e ainda dentro da margem de erro, que é de 3,9 pontos percentuais. Na quarta posição geral, Valentina Jungmann subiu apenas 1,2 pontos percentuais nesta última rodada e aparece com 7,9% da preferência da advocacia goiana.

Oficialmente a campanha para a eleição da OAB/GO terá início ainda na segunda quinzena deste mês. O novo levantamento da Directa, instituto foi o que mais acertou nas pesquisas realizadas nas últimas duas eleições da OAB/GO, foi realizado de 28 de setembro a 1º de outubro, ouvindo 602 advogados em Goiás.

Indecisos
A nova rodada pesquisa também mostra que as intenções de voto ainda não se consolidaram e há um grande número de indecisos. Não sabem ou não quiseram opinar em quem pretendem votar 12,6% dos entrevistados e somente 43,7% dos que demonstraram preferência por um nome disseram que a decisão já é definitiva. Nesse item, 36,2% disseram não saber ou preferiram não opinar e 20,10% disseram que podem mudar o voto até as eleições.

Outro fator determinante para um cenário eleitoral aberto é a baixa rejeição dos pré-candidatos, quase todos empatados na margem de erro. Pedro Paulo é o mais rejeitado, com 13,6% dos advogados consultados dizendo que não votariam nele de jeito nenhum. Em seguida vem Rodolfo Mota, com 12,5% de rejeição, e depois Rafael Lara, com 10,9%. A menos rejeitada é Valentina Jungmann, com 7,9%; e 43,1% dos entrevistados não rejeitam ninguém.

Uma resposta para “Pesquisa aponta que Rodolfo Mota foi o nome que mais cresceu na pré-campanha”

  1. Avatar Ramatis Marinho disse:

    Finalmente observo uma pesquisa divulgada certamente sem viés de manipulação. Meus cumprimentos ao Opção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.