Personal diz que esposa está internada após caso de relação sexual com morador de rua

Eduardo Alves informou a polícia que companheira sofre com problemas psicológicos; caso aconteceu na última terça-feira, 9, no Distrito Federal

O personal trainer Eduardo Alves, que flagrou a esposa tendo relações sexuais com um morador de rua dentro de um carro, divulgou vídeo defendendo a companheira. O caso aconteceu na cidade de Planaltina, no Distrito Federal, na última quarta-feira, 9. Na gravação, Eduardo conta que Sandrinha teria sido vítima do morador de rua e que, agora, estaria abalada com toda situação. Por fim, o personal conta que a esposa está internada após o ocorrido. 

O caso circulou pelas redes sociais nesta terça-feira, 15, após um vídeo que mostra Eduardo agredindo o morador de rua ser divulgado. Por volta das 22h30, o personal teria saído de casa em busca da esposa que estava fora há algumas horas. Nisso, o Eduardo Alves teria se deparado com a cena e, então, tirou o homem do automóvel já desferindo socos e chutes. Horas antes, a mulher e a sogra teriam saído juntas pela cidade e parado para ajudar o homem em situação de rua. A agressão foi registrada por câmeras de segurança.

Aos investigadores, o marido de Sandrinha informou que a agressão se deu por ele acreditar que a mulher estaria sendo estuprada. Em depoimento, Eduardo afirmou que a mulher enfrenta problemas psicológicos e não teria capacidade de consentir uma relação sexual, pois estava tendo “um surto psicótico”. Porém, a esposa declarou, também à polícia, que o sexo teria sido consensual. Sandrinha informou, ao longo do relato, que começou a ter visões de que estaria na presença de Deus, o que teria motivado a prática. 

Já para o homem em situação de rua, a mulher o teria chamado para “brincar”. Depois, teria entrado no carro, e, momento seguinte, um “homem bravo invadiu o veículo” e teria iniciado a briga. Após as agressões, o sem-teto foi encaminhado ao Hospital Regional de Planaltina. Agora, o caso segue sob investigação da Polícia Civil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.