“Pelo menos não é um bando de cachaceiros”, responde Bolsonaro sobre fala de Lula

Na primeira entrevista concedida desde que foi preso, ex-presidente diz que Brasil é governado por “um bando de maluco”

Bolsonaro falou com repórteres após visita à Yasmin | Foto: Marcos Corrêa-PR / Agência Brasil

Durante a primeira entrevista desde que foi preso, em abril de 2018, realizada na sexta-feira, 26, o ex-presidente Lula (PT) disse que o Brasil é governado por “um bando de maluco”. Neste sábado, 27, o presidente Jair Bolsonaro (PSL), comentou a afirmação do petista a alguns jornalistas: “Pelo menos não é um bando de cachaceiros”.

A declaração foi dada depois que Jair foi até a casa de Yasmin Alves, de 8 anos, que ficou conhecida por não cumprimentar o presidente durante um evento, na véspera da Páscoa – na época foi dito que ela havia se recusado, mas a postura foi feita após a pergunta de Bolsonaro sobre quem era palmeirense. Nesta semana, a estudante também esteve no Palácio do Planalto. A menor vive na Cidade Estrutural, região pobre do Distrito Federal.

Ainda sobre a entrevista de Lula, Bolsonaro afirma que errou ao permiti-la. Segundo ele, o ex-presidente falou besteira. “O time dele está preso. Ele tinha um plano de poder para roubar a nossa liberdade”, acusou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.