Pelo menos cinco pessoas foram presas em Goiás por crime eleitoral

Dentre elas uma mesária em Goiânia que estaria fazendo boca de urna

Diretor-geral do TRE-GO, Wilson Gamboge

Pelo menos cinco pessoa foram presas em Goiás pela prática de crime eleitoral neste domingo de votação. A informação foi divulgada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO).

Dentre os crimes praticados, os mais comuns são boca de urna, tentativa de impedimento de eleitores votarem e situações relacionadas ao transporte de eleitores. Segundo o diretor-geral do TRE, Wilson Gamboge, a maioria das prisões aconteceu em Goiânia.

Uma das pessoas flagradas cometendo crime eleitoral foi uma mesária em Goiânia que estaria realizando boca de urna. “Essa mesária foi conduzida para a Central de Triagem e a audiência dela já foi realizada e o procedimento já foi encerrado”, afirmou Wilson que não soube dizer em qual colégio eleitoral o fato aconteceu.

O diretor explica que nas hipóteses de crimes de menor potencial ofensivo, não há a prisão após a audiência. “Eles já recebem ali uma proposta de transação penal e já saem de lá com a situação resolvida. Normalmente é multa ou realização de serviços para a comunidade”..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.