Peemedebistas denunciam manobra do Paço para atrapalhar votação do diretório

Candidato à presidência, Fernando Barnabé, e deputado estadual Paulo Cézar Martins afirmaram que prefeitura coagiu filiados a não comparecerem

Segundo a chapa Unidos do PMDB, Paço ameaçou até retirar cargos | Fotos: Alexandre Parrode/ Jornal Opção

A chapa Unidos do PMDB, encabeçada por Fernando Barnabé e com apoio do deputado estadual Paulo Cézar Martins, denunciou, nas eleições do diretório municipal do partido, manobra do Paço Municipal para esvaziar o pleito. De acordo com eles, a prefeitura orientou que os filiados não fossem votar.

Segundo Fernando Barnabé, os membros da chapa tentaram mobilizar os filiados para o pleito, mas eles preferiram não votar em protesto à gestão do atual presidente, Bruno Peixoto e ao Paço. “As pessoas se sentiram muito coagidas com a pressão da Prefeitura para não vir votar e, se viessem, que votassem na chapa Mutirão”, afirmou ele.

“Muitos estão com medo de perder o emprego na prefeitura”, acusou Paulo Cézar, para quem o pleito foi desigual, já que houve interferência da administração municipal. “O Paço Municipal se envolveu, 29 pessoas foram retiradas da chapa a pedido deles”, lembrou, sem querer nomear especificamente o prefeito Iris Rezende.

Como prova, eles apontam o baixo comparecimento ao pleito: a votação se encerra às 12 horas e nem 500 dos mais de 20 mil filiados foram votar.

Para os dois, falta ouvir a militância e renovar o partido. “Nós apresentamos essa candidatura em função de companheiros da base do partido que têm nos procurado com a proposta de oxigenação e mudança de práticas na política. O companheiro do bairro, aquele que põe a mão na massa, no processo político é o primeiro a ser procurado, mas quando o político chega ao poder, é o último a ser lembrado”, criticou Barnabé.

“A gente não pode ficar no blá blá blá, temos que formar políticos que possam fazer seu papel, não entrar em falcatrua. Estamos com essa insatisfação do povo e de muitos militantes do PMDB que não têm coragem de falar, e fizemos uma chapa que possa defender a democracia e valorizar os companheiros”, finalizou Paulo Cézar.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.