Pedro Paulo anuncia duas mulheres para compor chapa na disputa à presidência da OAB-GO

Pré-candidato afirmou que terá pelo menos o triplo de mulheres que Lúcio Flávio na diretoria da seccional

Divulgação

Em reunião na noite de quinta-feira (18), no Espaço Nova Ordem, em Goiânia, o advogado e pré-candidato à Presidência da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção de Goiás (OAB-GO), Pedro Paulo de Medeiros, anunciou que a advogada Viviany Souza Fernandes será a tesoureira e que a advogada Mônica Araújo, secretária-geral adjunta e corregedora-geral da instituição, ambos cargos de direção, na chapa pela qual ele concorrerá.

E isso é só o começo”, adiantou, acrescentando que, nos cargos de direção da OAB-GO, contará com pelo menos o triplo de mulheres que Lúcio Flávio, cuja chapa é composta por três advogadas nos cargos de direção. O anúncio foi bastante comemorado entre os cerca de 350 advogados presentes.

Se tiver a honra de ser eleito, contarei com uma equipe em igualdade de gêneros, porque, no meu entendimento, os gestores não deveriam ser obrigados a cumprir cotas de mulheres em suas administrações, pois isso tinha de ser espontâneo, consequência natural da evolução social. Cresci em uma casa chefiada por uma mulher advogada, minha mãe, e sei muito bem do quão capaz é a mulher de cumprir com êxito os diferentes papéis que assume, seja em casa, seja no ambiente profissional, seja na política ou em qualquer outra atividade a que se proponha dedicar”, comentou Pedro Paulo.

Viviany Fernandes é conselheira seccional da instituição, mas rompeu politicamente com Lúcio Flávio, depois que ele a destituiu da Comissão de Orçamento e Contas da OABGO por ter solicitado balancetes no primeiro ano da gestão dele. “Ele pregava transparência, pensei que estava falando a verdade. Só me dei conta que era só retórica de campanha quando, como membro daquela comissão, pedi os documentos e tive meu pedido negado e, em seguida, fui sumariamente destituída. Ali vi que, além de não ser nada transparente, a gestão dele é autoritária”, comenta Viviany.

Mônica Araujo é, atualmente, presidente da Comissão de Direito Criminal e de Políticas Públicas da Subseção de Aparecida de Goiânia. “Com Mônica tenho um ganho duplo: conto com uma advogada que é, também, representante de subseção, e poderá me auxiliar no melhor atendimento às demandas vindas de fora da capital”, pontua Pedro Paulo.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.