Pedro Chaves: “Não adianta falar em aliança se nem o próprio PMDB está organizado”

Peemedebistas se reuniram com Iris Rezende na manhã desta terça-feira (24/3) com o objetivo de fortalecer e pôr ordem no partido

Deputado Pedro Chaves e outros representantes do PMDB participaram de reunião no escritório político de Íris Rezende na manhã desta terça (24) | Foto: Renan Accioly

Deputado Pedro Chaves e outros representantes do PMDB participaram de reunião no escritório político de Iris Rezende | Foto: Renan Accioly/Jornal Opção

Em reunião realizada na manhã desta terça-feira (24/3) no escritório político de Iris Rezende, peemedebistas conversaram sobre o fortalecimento e a organização do partido para conseguir o maior número de vitórias em 2016. Entretanto, ainda não há nenhum posicionamento oficial do PMDB sobre os nomes que concorrerão às eleições ou sobre alianças partidárias.

O deputado estadual José Nelto disse ao Jornal Opção Online que a reunião foi puramente política, para estruturação do partido. “Foi uma reunião para fortalecimento do PMDB, para mostrar que o partido no estado de Goiás está mais unido do que nunca”, explica.

De acordo com José Nelto, o objetivo do PMDB é ter candidatos à prefeitura em todos os municípios do estado de Goiás nas eleições de 2016. “Nós temos um compromisso: eleger o maior número de candidatos a prefeitos e vereadores nos 246 municípios do estado, começando na capital até o menor município”, defende José Nelto. “A nossa meta agora é filiar novos nomes, a juventude, buscar na universidade, no meio empresarial, sindical”, completa.

O deputado federal Pedro Chaves acrescenta: “Nós estamos instalando as comissões provisórias na maioria dos municípios, queremos estar presentes nos 246 e a partir daí buscar as filiações dos prováveis candidatos para a câmara municipal e para as prefeituras”.

Candidatos e alianças

Ambos os deputados foram categóricos quanto à discussão de nomes para as eleições de 2016: “Não foi discutida candidatura de ninguém”, pontuam. “Nós decidimos não tratar de nomes agora, apenas do fortalecimento do partido. Das candidaturas nós vamos tratar a partir do ano que vem, do ano da eleição”, afirma José Nelto.

Quanto às alianças partidárias, tanto o deputado estadual quanto o federal disseram que esse assunto só será discutido mais para frente. “A gente conversa com vários partidos que são oposição ao governo do estado, tem o PT, o Democratas, o PCdoB, mas não adianta falar em aliança se nem o próprio PMDB está organizado”, justifica Pedro Chaves.

 

Deixe um comentário