Pedindo por greve, servidores esperam por mais um posicionamento do governo

Caiado teria dito que pode pagar servidores da educação nesta semana

Foto: reprodução

Logo após a coletiva de imprensa dada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) na tarde desta segunda-feira, 28, ao lado da secretária de Educação, Fátima Gavioli, e durante a assembleia realizada por servidores em frente ao Palácio Pedro Ludovico Teixeira, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), Bia de Lima, teria afirmado que Caiado demonstrou a possibilidade em pagar integralmente a folha de dezembro de 2018. As informações são de participantes da manifestação.

Não é novidade, porém, que o governador afirma ter interesse em pagar o salário atrasado dos servidores. Apesar disso, tanto Caiado quanto a secretária da Fazenda, Cristiane Schmidt e o secretário de Governo, Ernesto Roller, insistem em propor escalonamento da folha, alegando que o Estado não tem dinheiro. Bia de Lima também não atendeu às ligações até o fechamento desta matéria.

Os trabalhadores da rede estadual de ensino que ameaçam entrar em greve, demonstraram, durante a assembleia, que permanecem com a ideia, mas que ela não deve, de fato, acontecer. Os servidores reforçaram, também, a afirmação de que há dinheiro do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) que poderia ser usado para pagar a folha em atraso.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.