Pedido de liminar exige que transporte coletivo cumpra decreto

Caso seja acatado pela Justiça, empresas terão de cumprir medida que impõe ônibus apenas com passageiros sentados

Fiscalização em ônibus de Goiânia | Foto: Divulgação

Foi ajuizado na noite desta terça-feira, 9, um mandado de segurança com pedido liminar de iniciativa do vereador Ronilson Reis (Podemos) contra a Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC) e as Concessionárias do Transporte Coletivo.

Caso seja acatado pela Justiça, o transporte coletivo deverá cumprir a medida que prevê que usuários só podem viajar sentados e todas as normas sanitárias para evitar contaminações pela Covid-19.

Se for aceito, as empresas de ônibus têm até 24 horas para comprovar que estão cumprindo as medidas para evitar aglomerações nos ônibus e terminais.

A liminar também pede multa diária caso o decreto seja infringido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.