“PEC do Teto é fundamental para ajuste das contas”, diz novo secretário da Fazenda

João Furtado tomou posse nesta segunda-feira (12/6) e defendeu projetos do governo para os próximos anos 

Foto: Bruna Aidar

Novo secretário estadual da Fazenda, João Furtado Neto tomou posse na manhã desta segunda-feira (12/6) em solenidade no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, quando defendeu a Proposta de Emenda à Constituição estadual que limita os gastos públicos e institui um rigoroso regime fiscal em Goiás.

Segundo o novo titular da Sefaz-GO, que comandava a Casa Civil, a medida é fundamental para a conclusão do ajuste iniciado em 2015 pelo governador Marconi Perillo (PSDB). “A PEC do Teto constitui-se em uma fundamental medida para ajudar as contas e garantir o equilíbrio”, disse em discurso.

Furtado Neto lembrou que nunca se “louvou” tanto medidas que imponham limites, pois estas permitem que os descumpridores sejam devidamente responsabilizados, o que garantirá a saúde fiscal da administração pública. ” Temos a estrutura mais enxuta do Brasil, programas Goiás na Frente e Goiás Mais Competitivo, que garantirão o crescimento do estado”, enalteceu.

Ainda durante o discurso, o secretário defendeu a Justiça Fiscal e garantiu que trabalhará para adequar as alíquotas, sem alterar o valor dos tributos: “Temos que desonerar a cesta básica, por exemplo”.

Por fim, ele lembrou que o estado despenderá R$ 1,9 bilhões para cobrir o déficit previdenciário e que isso prejudica a própria população. “Me pergunto o tamanho do investimento que poderíamos fazer com esse dinheiro. A população ativa está diminuindo e a de idosos aumentando, isso precisa ser reviso”, arrematou.

Além dele, toma posse como novo chefe da Casa Civil, o ex-presidente da Saneago José Carlos Siqueira.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.